22/11/2008

Pela volta do padroeiro Santo Onofre


Em 1912 ou 1914 foi erguida uma capela em Araçatuba em homenagem a Santo Onofre, santo protetor dos alcoólatras. A capela era bem simples, construída de tábuas de madeira. Foi construída no mesmo local onde hoje está instalada a catedral. Na data de 25 de março de 1919 a capela foi inaugurada pelo frei Ricardo Deno. A segunda capela em homenagem ao santo começou a ser erguida em 1919 e veio a ser concluída em 1921. Também em 1921, o bispo Dom Lúcio Antunes de Souza veio até a cidade e não aprovou Santo Onofre como padroeiro, somente por este ter a alcunha de protetor dos alcoólatras. Desta forma, uma nova padroeira foi imposta: Nossa Senhora da Conceição Aparecida.[8]

via wikipedia

2 comments:

Vives said...

Nossa, isso faz a história de Araçatuba 10 mil vezes mais interessante que a de Jundiaí, apesar do final contrário aos nossos interesses.
Viva Santo Onofre!

Alberta Ames said...

pois é rapaz, agora tudo faz sentido...