16/04/2012

Anatomia Musical, o Frankenstein sonoro

                                       



 A parte pelo todo. É assim que o programa Anatomia Musical é concebido, como um Frankenstein montado com pedaços de músicos célebres e figuras caricatas, com humor e sem preconceitos de gêneros sonoros.

Sua primeira edição é dividida em partes do corpo. Cabeça, Tronco, Membros Superiores e Inferiores se unem numa confusão musical que vai do reggae, passa pelo rock'n'roll, o soul, até a jovem guarda e o axé.

Vivos ou mortos, músicos como Bob Marley, Amy Winehouse e Roberto Carlos se juntam para formar uma bem humorada miscelânea de curiosidades, fatos e mitos.

Nesta primeira sessão anatômico-musical, na Cabeça temos o rasta de Bob e os lábios de Jagger. No tórax, o silicone de Amy nos leva a refletir sobre o sex-junkie-appeal da falecida cantora. Os dedos de Tony Iommi formam os Membros Superiores, e os Membros Inferiores são representados pela perna direita de Roberto Carlos e a poupança de Carla Perez.

O que todos eles têm em comum? Nada, a não ser o fato de todos serem reconhecidos por suas participações no universo da música. Se é bom ou ruim, não cabe a nós julgar, apenas ouvir, e rir um pouco.

O programa Anatomia Musical estreia nesta segunda-feira, dia 16 de abril, na Alma Londrina Rádio Web, com reprises às quartas, às 16h e sextas às 14h. Acesse para ouvir: http://www.almabrasil.org.br/