07/10/2008

OVERDOSES PÓSTUMAS DE MACHADO DE ASSIS, no Sorry Periferia (link ao lado)

"Millôr Fernandes está cada dia mais babeta, porém ainda é um dos poucos gênios vivos da humanidade. Foi ele a primeira pessoa a ter uma interpretação absolutamente original de Dom Casmurro, o livro que todo mundo odeio aos 15 anos e passa a adorar quando completa 20.

A azeitona da empada da mais polêmica obra machadiana não é a suposta cornitude de Bentinho Santiago, diz Millôr. Na verdade isso poderia importar tão pouco - e sou eu que digo isso - que o autor não faz questão de confirmar ou desconfirmar os galhos premiados do protagonista, embora Millôr diga, na lata: Escobar deu um tapa na peruca da Capitu sim senhor.

Segundo ele, o grande lance do romance é que Bentinho é gay. E para provar tal teoria, o infelizmente colunista da Veja cita, de bazófia, vários trechos do livro que exemplificariam as peripécias libidinosas do menino Bento, seu amigo Escobar e, eventualmente, algum padre do colégio de ambos.(continuaaaa aqui)"

No comments: